+351 261 814 240
38.964797, -9.302733

Nova exposição no Museu da Tojeira

Nova exposição no Museu da Tojeira
12 Mai Nova exposição no Museu da Tojeira

A partir de 17 de Maio o público, que integre a visita completa à Tapada da Mafra, terá a oportunidade de conhecer as 27 espécies portuguesas de morcegos, através das ilustrações de Lúcia Antunes.
Desde 17 de Maio e até ao final de Setembro todos os que participarem no itinerário completo de visita à Tapada Nacional de Mafra – que inclui um percurso de comboio com passagem nos locais de maior interesse da Tapada, uma demonstração de falcoaria e a entrada no Museu de Carros de Tracção Animal – poderão ainda integrar a exposição “Morcegos de Portugal Continental e Insular” que estará patente no Museu da Tojeira.
Direccionada a toda a família esta exposição, que congrega 30 quadros ilustrativos de Lúcia Antunes que já teve parte dos seus trabalhos expostos no New York State Museum, é uma forma de ajudar a difundir, a desmistificar e a preservar o morcego, o único mamífero capaz de voar.

Através desta mostra de ilustração científica contemporânea os painéis da exposição, realizados com materiais tradicionais como a tinta-da-china ou a grafite, reflectem pormenores minuciosos do mamífero nocturno insectívoro. Deste modo, a exposição contribuiu não só para dar a conhecer os detalhes do morcego, fundamentais para a identificação das espécies, como também para divulgar a vulnerabilidade do morcego face às alterações ambientais que lhe são uma ameaça e realçar a sua importância na manutenção do equilíbrio dos ecossistemas.

A Tapada é um espaço único com uma diversidade imensa de habitats que permitem a existência de um grande número de espécies, algumas com um elevado valor de conservação. A par dos animais mais emblemáticos da Tapada Nacional de Mafra como o gamo, o veado, o javali já foram identificadas, das 27 espécies de morcegos existentes em Portugal, 12 espécies nas árvores centenárias da Tapada. Por isso, esta exposição temporária é também uma forma de proteger e de divulgar a comunidade de morcegos existente na área e, ao mesmo tempo, alargar a oferta das actividades já existentes na Tapada.

Salienta-se ainda, na óptica da preservação destes pequenos mamíferos, a realização do BatBlitz. Esta acção de monitorização, dedicada à comunidade científica e que tem como finalidade a inventariação das comunidades de morcegos da Tapada Nacional de Mafra, será efectuada no final do mês de Maio pelo CIR (Centro de Investigação da Regaleira) e pela Tapada Nacional de Mafra.



Newsletter Powered By : XYZScripts.com